Download

top-download
Aproveite essa seção de nosso site para enriquecer seus conhecimentos com cultura! Todo material disponibilizado aqui é gratuito !

História Geral da África – VOLUME I

Este volume trata da pré-história da África e da metodologia utilizada para a sua elaboração. A primeira parte do livro avalia a importância atribuída pelas sociedades africanas ao seu passado, ao crescimento e ao desenvolvimento. Discorre sobre a historiografia africana juntamente com uma descrição geral de fontes e técnicas utilizadas no estudo e pesquisa do continente, em um empreendimento conjunto da arqueologia, linguística, literatura, tradição oral e outras disciplinas.

História Geral da África – VOLUME II

Este volume aborda desde o período final do Neolítico, em torno do oitavo milênio a.C., até o século VII da Era Cristã. Esse período, de cerca de nove mil anos de história, é subdividido em quatro grandes zonas geográficas, assim abordadas – O corredor do Nilo, o Egito e a Núbia, as terras altas da Etiópia, a área do Magreb e seu interior saariano. Alguns capítulos traçam um panorama do resto da África, bem como das ilhas africanas do oceano Índico.

História Geral da África – VOLUME III

Este volume aborda o período que abrange do século VII ao XI e trata principalmente da influência crescente do Islã nas regiões Norte e Oeste do continente; da disseminação da cultura islâmica e de sua interação com a cultura africana tradicional; da expansão contínua dos povos de língua banto e do florescimento e consolidação de civilizações nas zonas sudanesas da África Ocidental. Discute-se a dinastia islâmica no Norte da África, seus contatos mais amplos e os cristãos na Núbia. Discorre sobre as savanas, as florestas, a costa oeste da África, o Chifre da África, a costa leste da África e o interior, a África Central, a África do Sul e Madagascar, e, por fim, o desenvolvimento interno e os contatos internacionais. Analisa-se, ainda, a diáspora africana na Ásia, bem como as relações internacionais e a difusão da tecnologia no contexto africano.

História Geral da África – VOLUME IV

Este volume aborda do século XII até o XVI. Nesse período, a história do continente é marcada pelos registros escritos que se tornam mais comuns, cujos temas característicos são o triunfo do Islã, a extensão das relações comerciais, os intercâmbios culturais e os contatos humanos, e o desenvolvimento de reinos e impérios. O primeiro capítulo descreve os Almóadas. Seguem-se os capítulos sobre as várias civilizações da África Ocidental – Mali, Songhai, região do rio Níger, bacia do Volta, Chade, Haussa e povos costeiros da Casamance e do Camarões. O enfoque do capítulo 15 em diante é o Norte da África e o Oriente Médio, a começar do Egito e da Núbia, passando pela Etiópia e pelos Estados do Chifre da África, incluindo o desenvolvimento da civilização Suaíli. A África Central é representada nos capítulos em que se tem como referência as áreas entre o litoral e os grandes lagos, a região interlacustre e as bacias dos rios Zambeze e Limpopo. Os demais capítulos falam sobre a África Equatorial, Angola, África do Sul, Madagascar e ilhas vizinhas.

História Geral da África – VOLUME V

 

Este livro aborda desde o início do século XVI até o fim do século XVIII. Dois temas se apresentam primeiro, a contínua evolução interna dos Estados africanos e seus aspectos culturais. Em segundo, o crescente envolvimento dos africanos com o comércio externo e suas consequências. As consequências do tráfico negreiro para a África são examinadas, inclusive a longo prazo, tendo resultados na economia contemporânea mundial e nas suas desigualdades.

História Geral da África – VOLUME VI

Este livro aborda do início do século XIX aos anos de 1880, anterior à disputa europeia pelo território africano e ao estabelecimento do regime colonial. Durante o período, apesar da crescente presença dos europeus em vários campos, e das influências indiretas e externas sobre muitas sociedades africanas, houve tentativas distintas de se desenvolver e modernizar. Há aqui quatro capítulos temáticos, que examinam as consideradas principais forças de trabalho na sociedade africana no início do século XIX; a mudança do seu papel na economia mundial; as tendências e os processos emergentes; e os efeitos da abolição no comércio de escravos. A situação é detalhada em capítulos que tratam de diversas regiões, e os finais relatam a diáspora africana e avaliam condições de desenvolvimento político, econômico e cultural do continente às vésperas da conquista europeia.

História Geral da África – VOLUME VII

Esta obra analisa o período (1880-1935) da partilha colonial, a conquista e a ocupação europeia da África e a invasão da Etiópia pela Itália fascista. Todo o livro é direcionado para as respostas dos próprios africanos aos desafios do colonialismo. Inicialmente, apresenta-se um levantamento das atitudes e reações dos africanos, às vésperas da era colonial, às pretensões europeias e suas ambições imperiais, seguido de capítulos que discutem iniciativas e reações africanas frente a divisão territorial arbitrária, conciliando uma visão geral e o detalhamento regional. A análise dos anos de 1919 à 1935 enfoca o impacto dos aspectos econômicos e sociais dos sistemas coloniais nas diferentes zonas de influência europeia e no norte do continente. Os capítulos finais observam os movimentos anticolonialistas, o fortalecimento do nacionalismo político africano e da interação entre a África negra e o Novo Mundo. Libéria e Etiópia são discutidas em capítulos especiais.

História Geral da África – VOLUME VIII

Este livro analisa o período a partir de 1935. São examinadas as dimensões política, econômica e cultural do continente, mediante a progressiva libertação do jugo colonial. Para a África, 1935 marca o início da Segunda Guerra Mundial, com a invasão da Etiópia por Mussolini. O conflito internacional domina a primeira seção deste volume, com a descrição das crises no Chifre da África, na África do Norte e em outras regiões sob o domínio das potências europeias. A segunda e terceira seções do texto ocupam-se das seguidas lutas políticas na África, de 1945 às independências, do subdesenvolvimento e da luta pela autonomia econômica, examinando a construção da nação e a transformação progressiva das estruturas e dos valores políticos. As seções quatro e cinco discorrem sobre mudanças políticas e socioculturais desde 1935. As duas últimas seções abordam o desenvolvimento do pan-africanismo e o papel da África independente nos assuntos mundiais a relação com países capitalistas, socialistas e em desenvolvimento, com a ONU, e as perspectivas rumo ao novo milênio.

Africa em artes

O presente texto tem por objetivo abarcar de modo geral os contextos sócio-políticos, históricos e culturais que envolveram os quilombos de Palmares.